Do Brasil ao Caribe no Veleiro Unforgettable

Publicado por Elson - Mucuripe em 14/06/2017 às 07h44

Esta é uma bela história de um casal apaixonado pelo Mar e por navegar. É uma história que vem sendo vivida a bordo do Unforgettable, um belo veleiro clássico de 32 pés.

Diego e Georgia, unidos pelo Mar, estão fazendo uma belíssima navegada que se iniciou nas águas do Guaíba e ganhou os mares, subindo a costa do Brasil até o Caribe, onde sacramentaram a união numa belíssima cerimônia à beira-mar.

O que é muito bom nessa história é que estão fazendo um rico registro da viagem em vídeos, mostrando as belezas do Caribe e contando sobre as diferentes culturas e atrações turísticas de suas ilhas.

 

 

Bate-papo com o amigo velejador Diego Maio

 

Onde e quando vocês se conheceram?

Eu e Georgia nos conhecemos quando adolescentes num balneário litorâneo no Rio Grande do sul final dos anos 90, éramos bons amigos e fazíamos parte da mesma turminha. Apos alguns anos cada um foi para o seu lado, e nos reencontramos em 2011, quando começamos a namorar.

 

 

 

Já velejavam nessa época?

A Georgia nunca tinha velejado antes de nosso reencontro, mas logo no começo do namoro já saímos para velejar no Rio Guaíba, onde o Unforgettable morava na época. Eu comecei velejando na classe Optimist aos 11 anos e aprendi a velejar no Unforgettable na mesma época.

 Conte-nos um pouco sobre o Unforgettable. Desde quando está com a família?

O Unforgettable foi adquirido pelo meu pai em 1996, durante 5 anos saímos muitas vezes pelo Rio Guaíba para passeios durante os finais de semana. Em 2001 foi vendido, e o então dono iniciou uma reforma que nunca terminou, em 2009 meu pai comprou o barco novamente e o pôs para navegar ainda no Rio Guaíba. Em 2012, com a mudança da família para Florianópolis decidimos levar o Veleiro, então com 46 anos, para o mar, onde foi reformado à atual condição, apto para longas navegações até novembro de 2015, data da nossa partida.

Como foi surgindo a idéia de morar a bordo? A vontade de ir velejando para o Caribe surgiu ao mesmo tempo?

Desde o início do namoro tínhamos a idéia de fazer uma grande viagem, de experimentar algo além da vida cotidiana. O veleiro era uma das possibilidades que ao passar dos anos foi tomando forma. Sempre pensamos em vir ao Caribe, mas não sabíamos se nós e o veleiro seríamos capazes de suportar, então nos propusemos a ir até o Rio de Janeiro. Após alguns meses em Angra dos reis já sabíamos que queríamos ir além.

Já haviam velejado no Unforgettable em Alto Mar?

A  vida salgada do Unforgettable começou em 2012, com velejos  ao redor da Ilha de Santa Catarina, e pernadas até Itajaí, Porto Belo, Ilha do Arvoredo etc.

Quanto tempo ficaram pela costa do Brasil até decidirem ir para o Caribe?

Velejamos pela costa brasileira por um ano, entre novembro de 2015 e novembro de 2016 parando e explorando muitas localidades até então desconhecidas para nós. Vale aqui destacar a Baía de Paranaguá e o canal de Varadouro, Ilha Bela, Baía de Ilha Grande, Búzios, Abrolhos, Itacaré, e Baía de Camamu. Ao sairmos de Salvador já estávamos decididos a ir até o Caribe e por já ser um pouco tarde na temporada de subida ao Caribe só paramos para descanso e reabastecimento.

No Aratu Iate Clube - Salvador

Como foi esse planejamento de seguir para o Caribe?

O planejamento para o Caribe foi feito de forma séria e com muita humildade e respeito ao mar. Quando estávamos em Salvador já tínhamos muita confiança no barco e na capacidade dele de navegar em condições duras, já tínhamos também uma certa experiência e preparo mental. Conversar com velejadores mais experientes foi fundamental e pegamos muitas dicas e ouvimos muitas palavras de incentivo. Preparamos o barco de maneira criteriosa tendo peças de reposição e planejamento para situações de emergência.

Como foi a velejada até o Caribe?

A velejada ao Caribe não pode ser descrita de outra maneira senão mágica. Contávamos com mais dois tripulantes que abrilhantaram nossa travessia com entusiasmo e alto astral. Onze dias se passaram desde o zarpe em Fortaleza até chegarmos na fabulosa Carlisle Bay em Barbados. O vento foi constante entre 15 e 25 nós, o Unforgettable nos surpreendeu com uma ótima velocidade e não tivemos nenhum problema com o barco durante a travessia. O piloto automático havia parado de funcionar alguns dias antes da nossa partida, então levamos o barco no braço, o que foi um pouco puxado, mas também ajudou a tornar essa aventura ainda mais inesquecível. A Georgia parecia uma maruja de longa data acostumada a travessias oceânicas, foi o lastro de tranquilidade da tripulação, cuidando do bem estar de todos.

 

 Quais as ilhas que mais gostaram de conhecer no Caribe até o momento?

A nossa porta de entrada no Caribe, Barbados vai ficar sempre em meu coração, a emoção de chegar em Barbados me faz arrepiar sempre que penso nisso, depois de tanto empenho o nosso sonho se realizava. Barbados é um lugar lindíssimo com belas praias e um povo muito hospitaleiro. Também gostamos muito das ilhas francesas Martinica e Guadalupe, principalmente pela estrutura oferecida aos velejadores. E agora estamos desfrutando das Ilhas Virgens Britânicas que são possivelmente o lugar de maior beleza cênica do Caribe.

Quanto tempo pretendem ficar pelo Caribe e quais lugares pretendem conhecer?

Devemos ficar a próxima temporada no Caribe, não temos um planejamento de longo prazo, mas ainda queremos conhecer St Martin, St BArths, Antigua, Barbuda, Anguilla, ST Vincent Grenada Tobago, Los Roques, Curacao, Aruba e Bonaire e finalmente Panamá. São muitos lugares para visitar e cada um tem seu charme  e peculiaridades com certeza.

Há muitos velejadores brasileiros pelo Caribe?

Sim, bastante, há algumas semanas atrás  tivemos um encontro histórico de onze barcos brasileiros na  Norman Island nas ilhas virgens Britânicas. Acredito que tenha muitos brazucas navegando por aí sim.

Como estão sendo recebidos pelos habitantes das Ilhas?

O fato de sermos brasileiros sempre gera uma simpatia imediata por parte dos locais. O povo caribenho é alegre e preza pela tranquilidade, estão acostumados aos visitantes e fazem do turismo seu principal negócio.

O que tiveram que providenciar para fundear e desembarcar nos lugares em que chegaram?

Cada lugar tem suas regras e burocracias e taxas especificas. mas são necessários apenas os Passaportes da tripulação, documento do barco e declaração de saida do porto anterior.

Como estão sobrevivendo?  

Eu sou oceanógrafo ,trabalho ocasionalmente como free lancer em pesquisas geofísicas. Durante o período de preparação fizemos uma poupança e agora mais recentemente estamos produzindo vídeos sobre a viagem e contamos com apoiadores, no entanto o recurso dos vídeos ainda está sendo totalmente investido na aquisição de material para melhoria das produções.

Além da produção de vídeos sobre o Caribe, pretendem fazer charter?

Sempre consideramos essa possibilidade, com o novo barco será mais fácil, ainda estamos pensando no assunto

O que dizem por aí sobre a temporada de furacões? O que pretendem fazer nessa época?

A temporada de furacões oficialmente compreende o período entre Junho e Novembro, sendo Agosto e Setembro o período mais crítico. Existem ilhas que são mais atingidas e outras menos, mas na verdade é sempre uma grande loteria. Vamos tirar o barco da água e deixar no seco entre Agosto e Novembro.

Pretendem voltar ao Brasil com o Unforgettable?

O Unforgettable está à venda, compramos um novo barco aqui no Caribe, isso impossibilita um retorno ao Brasil de barco por questões burocráticas. O Unforgettable está apto para retornar ao Brasil se o  comprador assim desejar.

Como as pessoas podem contribuir para que continuem com a produção de vídeos sobre o Caribe?

Atualmente nossas produções de vídeos podem ser apoiadas através do site APOIA.se, trata-se de financiamento coletivo e recorrente. Os interessados podem apoiar nossas produções com quantias variadas de maneira mensal, iniciando com 5 reais. Em troca além dos vídeos os apoiadores recebem recompensas e têm acesso a conteúdos exclusivos . Em breve colocaremos no ar uma lojinha virtual para aquisição de diversos itens com a marca do Unforgettable Sailing ( camisetas, canecas etc.) 

As pessoas podem nos apoiar ainda, compartilhando e curtindo nossas publicações nas redes sociais e mandando mensagens de apoio , críticas, sugestões, pedidos e dúvidas. A energia que sentimos ao receber o carinho daqueles que nos acompanham tem sido algo fantástico.

 

Diego e Georgia, desejamos a vocês muitas milhas de Amor e União a bordo do Unforgettable. Que o Mar seja sempre o doce lar desse casal magnífico!

Aproveito para registrar aqui uma recordação de quando velejamos no Unforgettable em Salvador:

 

 Essa é uma aventura que merece todo nosso apoio. Segue o link para fazer sua contribuição:

https://apoia.se/unforgettablesailing

Saiba mais sobre o Unforgettable Sailing:

https://unforgettablesailing.com.br/

Categoria: viver a bordo

Comentários

Denise Maria em 16/06/2017 18:05:38
Muito orgulho desse lindo casal. Determinação, esforço e foco em seus objetivos. Parabéns , estão vivendo uma inesquecível historia, com os mais belos registros. Bons Ventos sempre...
BRUNA PAOLA SOBE SILVA em 14/06/2017 18:00:22
Legal..nossa vida a bordo e paixão pela vela também começou no Guaíba. Bons Ventos Amigos.

Enviar comentário

voltar para Blog Velas do Mucuripe

left show tsN fwB|left tsN fwB|left show fwB|bnull|||news login fwB tsN fwR tsY b01 c05 bsd|normalcase fsN fwR b01 c05 bsd|normalcase c05 b01 bsd|login news normalcase fwR b01 c05 bsd|tsN normalcase fwR b01 c05 bsd|b01 normalcase c05 bsd|content-inner||